Crônicas do Armistício

O Resgate do Amigo

O Resgate do Amigo

Avangart III — 23º Beth 15

ELROS

O jovem bardo Elros e sua trupe de artistas viaja até o baronato de Lorde Baldur Tallari de Adalália. As notícias de um festival de primavera atraem caravanas de mercadores e plebeus bem como trupes errantes de turistas.

No caminho para Adalália, a caravana é obrigada a abrir caminho para um comboio de cavaleiros da Ordem de Adalália, a ordem de cavalaria principal de Lorde Baldur. No comboio, algumas carruagens de prisioneiros passam pela trupe e Elros reconhece, entre os cativos, um amigo: Malik.

Em Adalália, Elros ouve um boato de que prisioneiros serão executados de noite, após o auge da festa. Elros entreouve a conversa de dois cavaleiros rasos no momento em que ambos trocam de posto e segue um deles de volta ao forte da cidade, depois de descobrir que tentar passar pela porta da frente não seria possível.

Em sua aventura, Elros é capturado e levado às masmorras, onde encontra Malik. Acontece que Malik é um amigo da época em que Elros ainda atendia pelo nome de Maltus, Maltus Lanz, filho legítimo do Visconde Lorde Malak Lanz de Boca-do-Leão. Malik era o escudeiro do cavaleiro que sempre era designado para protegê-lo e a seus irmãos: Cav-Sen. Sir. Rogers.

Através de Malik, Maltus descobre que sua irmã, Matilda, estava tentando segurar-se no poder e oficializar sua “regência”. Ocorre que Maltus saiu fugido de suas terras depois que seu irmão Maltor foi supostamente envenenado. Não tendo sido diretamente acusado por seu pai, Maltus permaneceu como sendo o herdeiro legítimo e quando ele morreu, Matilda assumiu meramente uma “regência”. Para dar mais força a suas palavras, Malik disse, Matilda teria tirado sua mãe, Viscondessa-Consorte Tulia Lanz de seu refúgio, na esperança que sua mente frágil pudesse ser manipulada para invocar a antiga autoridade de seu falecido pai para suas decisões.

Chocado com os eventos, Maltus perguntou a Malik qual o papel dele nisto tudo e o prisioneiro o informou que ele havia tentado assassinar Matilda no dia de seu acolado (cerimônia de transformação em cavaleiro). Ele desgraçadamente falhou e foi perseguido, conseguindo escapar apenas pela ajuda de seu antigo mentor, o agora Cap-Cav Rogers. Estranhamente, ao chegar aqui viu-se vítima de uma busca, e infelizmente, fraco e sem recursos, foi capturado.

Neste momento, a conversa é interrompida pela entrada, na masmorra, de um velho cavaleiro vestido em armaduras cinzentas com uma capa azul celeste jogada por um dos ombros com um brasão incrustado e túnicas pretas. O velho de feições sérias, cabelos grisalhos compridos e expressão sábia dirige-se a Malik como se soubesse quem ele é. Ele é acompanhado por um rapaz de aparência cigana e olhos amendoados, vestido em uma armadura leve escura. Ele se apresenta como Belchior.

Depois de deixar uma cópia da chave da masmorra com Malik, Belchior diz-lhe que haverão cavalos para ele e seu amigo. Supostamente, Sir. Rogers deveria vir até o baronato de Adelália para ajudar Malik a escapar para o Vice-Condado vizinho, de Lorde Garibald. Belchior esperava que ele tivesse fugido de Matilda, e portanto estivesse sem cavalo ou equipamento, para melhor passar despercebido. Rogers, entretanto, nunca apareceu ou fez contato com Malik.

Belchior disse que seria melhor se fugissem durante a noite, no auge da festa, logo antes da execução, quando a maior parte da guarda seria transferida para a praça dos cadafalsos onde os pobres infelizes encontrariam seu destino. Seguindo a rota inversa à que Maltus fez, ambos conseguem escapar, mas não muito tempo depois os sinos de alarme tocam e não demora até que três cavaleiros estejam em seu encalço.

Na fuga, Maltus e Malik entram em um milharal e se perdem um do outro. Maltus segue até uma casa e é perseguido por um cavaleiro. Tomando refúgio na casa, Maltus e seu persguidor lutam. Durante a luta, a casa pega fogo e o cavaleiro, pirofóbico, foge as pressas, dando a Maltus uma chance de escapar mais uma vez pelo milharal, seguindo os sons e sinais luminosos de luta. O cavaleiro logo se recupera e volta a persegui-lo.

Durante a perseguição, Maltus entra em uma clareira no milharal (provavelmente formada durante a luta) onde Malik, Firo e um cavaleiro estão lutando. Devido ao seu momento, Maltus colide com Malik e seu perseguidor colide com o cavaleiro lutando na clareira. Durante a confusão, Maltus, Malik e Firo encontram oportunidade para fugir.

Em sua partida Belchior os espera próximo aos cavalos, com sua lança cinzenta. Firo o mata com um único golpe de sua foice, dando a impressão que o velho queria ser morto.

FIRO

Firo termina de limpar os estábulos e prepara-se para treinar com Prim-Cav. Sir Lorde Belchior Yamar, seu benfeitor e protetor. O treinamento é duro e chato, como sempre. Logo após o treino, Firo vai tomar banho e é informado por Sir. Belchior que o acompanhará até Adalália. Corre o boato que prisioneiros serão executados.

Chegando em Adalália, Firo e Belchior vão até as masmorras, onde Belchior choca Firo ao fornecer uma cópia das chaves para um prisioneiro. Indignado, no caminho de volta, Firo o confronta para saber porque ele está jogando fora tantos anos de trabalho impecável sob a Ordem de Adalália por causa de um estranho sujo e jogado. Porque prejudicar não apenas a vida dele, mas a de todos ligados a ele com uma suspeita de traição.

Belchior diz a Firo que há coisas mais importantes que a vida de uma ou umas pessoas, que a Paz do Armistício protege milhares, até milhões de pessoas ao redor do mundo todos os dias, e isto e maior que ele mesmo. Sem entender, mas cheio de ímpeto e indignação, Firo oferece ao velho a opção de tomar seu lugar desde que o velho concorde em cuidar de sua irmã Helena e arranjar-lhe um bom casamento. Belchior então dá a Firo o ponto para onde os cavalos devem ser levados e não diz mais nada.

Em sua espera, Firo percebe que os alarmes soaram cedo demais. Na tentativa de facilitar a fuga, ele desloca-se pela pequena estrada de terra batida ao norte de Adalália em direção à cidade, onde encontra cavalos estacionados próximos a um milharal, guardados por um jovem em armadura avermelhada. Desacordando o guarda, Firo entra no milharal e decobre Malik sendo encurralado por outro guarda. Durante a luta, Maltus, seguido por outro guarda, entra no meio da luta e os guardas colidem uns com os outros, dando aos três a chance de fuga.

Durante a fuga, Firo encontra Belchior perto dos cavalos e percebe qual o objetivo do velho. Sabe que se ele não estivesse aqui, fazendo seu trabalho, todos desconfiariam. Tudo ruiria. Incapaz de voltar atrás em sua decisão, agora, Firo faz a única coisa que pode: Ele ataca Belchior, mesmo sabendo o resultado final. Belchior se deixa ser morto e o grupo foge da Ordem de Adalália.

Comments

Urquiza Urquiza

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.